• Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

A importância do brincar na Educação Infantil

Brincar é uma das atividades preferidas de qualquer criança. Mas engana-se quem pensa que os jogos e as brincadeiras devem fazer parte apenas dos momentos de lazer dos pequenos.

As atividades lúdicas possuem um papel fundamental no desenvolvimento das crianças. E graças às pesquisas desenvolvidas por diversos estudiosos, os jogos e as brincadeiras são cada vez mais presentes no currículo escolar de estudantes que estão na primeira etapa da educação básica.

Quer saber mais sobre a importância do ato de brincar na Educação Infantil? Então continue a leitura para descobrir quais são os principais benefícios dessa atividade para as crianças e como os jogos e as brincadeiras podem ser aplicados durante o processo de aprendizagem.

Qual é a importância do brincar na Educação Infantil?

A Educação Infantil possui uma importância especial, porque marca o início das descobertas fora do ambiente familiar e, ao mesmo tempo, é o primeiro passo no universo acadêmico. Consequentemente, a forma como essa etapa é conduzida interfere diretamente na maneira de as crianças se relacionarem com a escola, já que a Educação Infantil é responsável pela adaptação dos pequenos ao ambiente escolar e pelo processo de socialização.

Entre o berçário e o período pré-alfabetização, as crianças têm mais dificuldade para se relacionarem com colegas da mesma faixa etária. Por isso, a Educação Infantil é fundamental. Os professores utilizam atividades lúdicas para fazer as crianças se adaptarem mais facilmente a esse novo universo.

Além disso, os jogos, as brincadeiras e as atividades artísticas também são fundamentais nos processos de aprendizagem e formação infantil. Ao brincar, as crianças têm a oportunidade de criar e testar, o que contribui para o desenvolvimento infantil, uma vez que elas aprendem a lidar com êxitos e frustrações, estabelecem relações cognitivas, sensório-motoras e socioemocionais e desenvolvem noções sobre competitividade, cooperação, respeito e solidariedade.

A importância dos jogos e das brincadeiras na Educação Infantil é tão consolidada no universo escolar quanto o uso dessas atividades no cotidiano acadêmico é antigo. Os desafios lógicos já eram utilizados como táticas pedagógicas na Grécia Antiga. Porém, com o passar dos séculos, o homem passou a ter cada vez mais consciência sobre a importância das atividades lúdicas no ambiente escolar. O que a escola faz, atualmente, é adaptá-las de forma que contribuam para uma formação mais completa dos estudantes.

 

Quais são os benefícios dos jogos e das brincadeiras na Educação Infantil?

Essas atividades incentivam as crianças a pensarem em estratégias para superar desafios, deixar o jogo mais divertido ou até criar novas brincadeiras, o que estimula o desenvolvimento de aptidões sensoriais, motoras e cognitivas. Além disso, os jogos e as brincadeiras permitem que as crianças construam relações afetivas com os colegas e até mesmo com os brinquedos, desenvolvam o autoconhecimento e também conheçam melhor o outro, aprendendo a lidar e a respeitar os limites de cada um.

Ademais, a ludicidade possibilita que os estudantes desenvolvam coordenação, socialização e movimento. As atividades lúdicas podem vir acompanhadas de músicas, danças e representação de histórias, o que permite combinar diferentes artes com Ciências, Educação Física, linguagem e raciocínio lógico.

Assim, é possível atingir uma globalização ampla dos conhecimentos. Por meio da vivência de um trabalho motor desenvolvido sobre linhas de figuras geométricas montadas no chão, por exemplo, as crianças tendem a se sentir mais seguras para desenhar e reconhecer essas formas, o que facilita o desenvolvimento do conhecimento teórico envolvido.

Por último, os jogos e as brincadeiras são uma forma de mostrar a importância de cumprir regras e de superar desafios. De maneira geral, os jogos são atividades lúdicas que possuem regras, que até podem ser alteradas, mas que não deixam de existir. Já as brincadeiras possuem um caráter mais livre, não sendo necessário estabelecer diretrizes para o sucesso da atividade.

Desse modo, toda atividade lúdica pressupõe um desafio, pois prepara os participantes para lidarem com surpresas e motiva cada um a alcançar os objetivos desejados.

Crianças.PNG